‚ÄúN√£o Fa√ßa O Que Eu Fa√ßo, Fa√ßa O Que Eu Digo‚ÄĚ

Em uma √©poca onde a Sustentabilidade dita o tom do debate sobre como os neg√≥cios devem ser conduzidos, pensar a estrat√©gia corporativa sob sua √≥tica √© uma boa forma de encontrar novas oportunidades e caminhos para a evolu√ß√£o de empresas na rela√ß√£o com seus p√ļblicos de interesse. A Sustentabilidade ‚Äď como conceito de realizar todo […]

Saiba Mais

Planejamento Estrat√©gico Org√Ęnico

O objetivo central de qualquer estrat√©gia para todos os seres e orga O objetivo central de qualquer estrat√©gia para todos os seres e organismos vivos, em primeira e mais importante inst√Ęncia, √© a sobreviv√™ncia. A maneira como cada organismo est√° estruturado e a sua capacidade em evoluir para modelos de relacionamentos mais adaptativos e convergentes […]

Saiba Mais

Intelig√™ncia Competitiva: O Term√īmetro da Estrat√©gia

Aqui na DOM/SP, definimos Intelig√™ncia Competitiva (IC) como o processo cont√≠nuo de monitoramento e an√°lise estrat√©gica dos cen√°rios e conjunturas mercadol√≥gicas em que determinada empresa est√° inserida. Nosso modelo de IC est√° amparado em 3 dimens√Ķes-chave de acompanhamento estrat√©gico: Intelig√™ncia de Mercado (IM), que tem por objetivo monitorar as vari√°veis macro-econ√īmicas, pol√≠ticas, sociais, tecnol√≥gicas e […]

Saiba Mais

Planejamento estratégico corporativo em um ambiente caótico

Vivemos numa √©poca de n√£o linearidade, ou seja, os v√≠nculos causa e efeito s√£o extremamente complexos. Assim, o desequil√≠brio √© a norma. Conseq√ľentemente, temos uma situa√ß√£o extremamente favor√°vel aos flex√≠veis, ou seja, o desequil√≠brio √© um estado criativo que gera amea√ßas, mas principalmente oportunidades. Ali√°s, os s√°bios chineses da antiguidade, fundados nos ensinamentos de Lao […]

Saiba Mais