Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

A parte fundamental do valor intangível de uma organização é calculada a partir da diferença entre seu valor de mercado e seu valor contábil, sendo o primeiro, resultado de sua reputação (imagem + credibilidade) atribuída pelos stakeholders, redes e mercados com as quais transaciona, e o segundo, como a precificação de seu valor tangível através de balanços, demonstrações de resultado e demais instrumentos contábeis.

Mensurar e gerenciar os ativos intangíveis são tarefas fundamentais para a sobrevivência e perenidade de qualquer empresa. Considerando as crescentes demandas pelo desenvolvimento sustentável, aumento da instabilidade dos cenários macro e micro econômico e dissolução dos limites competitivos das cadeias de valor e das fronteiras organizacionais, fomentados pela convergência de tecnologias e canais digitais, tal tarefa atinge altos níveis de complexidade, ao ponto de serem impraticáveis na ausência de frameworks, sistemas e práticas inovadoras.

Para essa finalidade, a DOM Strategy Partners desenvolveu as metodologias IAM (Intangible Assets Management) e MVP (Mais Valor Produzido) que capacitam as empresas a medirem, gerenciarem e compararem as performances de seus ativos intangíveis com excelência – ativos como Marcas, Relacionamentos, Sustentabilidade, Clientes e Consumidores, Inovação, Governança Corporativa, Conhecimento, Talentos, dentre outros -, metodologias implementáveis a partir de 4 etapas para a identificação, categorização, qualificação e mensuração integrada dos ativos.

A aplicação da metodologia IAM é representada por uma matriz tridimensional que organiza o os ativos e seu respectivo valor tangível e intangível em quadrantes com características e finalidades específicas.

Tal organização – em termos de aplicação prática através de Estratégia, Tática (Governança) e Operação (Gestão) – tem como benefícios centrais a potencialização de foco e sinergia para a ação e, conseqüentemente, a obtenção de resultados superiores. Dessa forma, na estrutura descrita, temos os seguintes quadrantes e eixos de finalidade e valor:

 Tamgível e Intangível-

Risco e Competitividade

Reputação - Resultados

Cada eixo possui um contorno e um valor específico e suas intersecções determinam quadrantes de atuação e ações relacionadas.

Em outras palavras, a partir do conceito de Valor, a empresa orienta suas ações tanto para Gerar Valor quanto para Proteger Valor. Exemplificando os ativos e indicadores avaliados para ativos de dimensão Econômica, temos:

  • Competitividade e Geração de Valor
    • Tangível
      • Geração de Resultados Financeiros
      • Novas Oportunidades de Negócio com Públicos de Interesse
      • Novos Produtos, Serviços e Fontes de Receita
      • Inovações Disruptivas e Competitivas
      • Etc
    • Intangível
      • Potencialização da Reputação (Imagem e Credibilidade) – Temas Econômicos de Geração
      • Comunicação, Relacionamento, Colaboração, Envolvimento, Co-Construção
      • Construção de Marcas
      • Aproximação de Stakeholders-Chave
      • Posicionamento e Comunicação de Atributos Diferenciais
      • Etc
  • Riscos e Proteção de Valor
    • Tangível
      • Proteção de Resultados Financeiros
      • Ganho de Eficiência Operacional
      • Redução de Custos
      • Eliminação de Passivos
      • Economia de Recursos de Atividades e Processos Core e Não Core
      • Etc
    • Intangível
      • Preservação da Reputação (Imagem e Credibilidade) – Temas Econômicos
      • Gestão de Crises (Polêmicas, Boatos, etc)
      • Atuação sobre Temas Críticos
      • Posicionamento e Comunicação de Atributos de Proteção de Valor
      • Etc

Dessa forma, a partir de uma visão sistêmica e frameworks integrados, fundamentada em indicadores de Geração e Proteção de Valor, Tangível e Intangível, a empresa poderá definir seu modelo de atuação alinhado às necessidades, demandas e desejos de seus múltiplos públicos de interesse.

Quais são as iniciativas que mais contribuem para a geração e/ou proteção de Valor do negócio? Quais são iniciativas que estão mais bem alinhadas aos objetivos estratégicos da empresa? Quais iniciativas devem ser priorizadas? Quais iniciativas devem ser abandonadas? Quais iniciativas são específicas das Unidades de Negócios? E quais devem ser adotadas em nível corporativo (holding)? Como medir e gerenciar essas iniciativas?Qual o ROI dos desembolsos realizados? Enfim, qual a real contribuição de cada ativo de Sustentabilidade para os resultados e perenidade da empresa?

Após implementação da metodologia IAM e mensuração dos ativos como um todo e do grau de agregação de valor de cada iniciativa, é criado um Índice de Valor (IV) que permite avaliar o quanto cada iniciativa gera de valor intangível adicional ao longo do tempo. Tal avaliação permite não só definir o foco dos investimentos e racionalizar os orçamentos – consolidando, descartando e otimizando iniciativas – como alavancar os resultados corporativos a partir da tomada de decisão qualificada com base nos dashboards de valor (do ativo e atributos intangíveis) e de performance (dos projetos, iniciativas e veículos de entrega gerenciados em modelo PMI/PDCA) e do maior alinhamento com as estratégias e objetivos definidos.

A metodologia IAM capacita a empresa a não só gerenciar seus ativos sob a ótica interna (visão de evolução histórica), mas também sob a ótica externa, competitiva, na comparação com  a performance de seus concorrentes em ativos intangíveis de forma global e específica para determinados ativos. Tal comparabilidade é realizada a partir da conexão com os frameworks da metodologia MVP – Mais Valor Produzido – que avalia as empresas e sua performance na capacidade de gerar e proteger valor para si e para seus stakeholders dentro de seus mercados e setores de atuação, através de rankings e matrizes comparativas.

A Metodologia MVP, produzida pela DOM Strategy Partners com exclusividade para o Prêmio Mais Valor Produzido (MVP), parte da Metodologia EVM (Enterprise Value Management), quadrantizando, por Setor/Segmento da Economia, os principais ativos e direcionadores estratégicos de Valor.

Foram selecionados 22 Setores da economia para avaliação da performance das principais empresas, nos ativos e direcionadores selecionados como geradores e protetores de valor tangível e intangível, a partir da interação contínua e saudável da empresa com seus diversos públicos, ao longo do tempo.

Partimos da análise das 1000 maiores empresas, em ranking formado pela combinação das 1000 maiores do Valor Econômico e da Exame, excluindo as Holdings e organizando-as nos 22 setores escolhidos.

Mensalmente, a equipe de pesquisadores, analistas e consultores da DOM, especializados na metodologia EVM, avaliam cada um dos ativos e direcionadores de valor selecionados por quadrante de valor da Metodologia EVM. Em paralelo, são estudados os principais rankings, pesquisas e relatórios, tanto setoriais, como por ativo, produzidos pelas principais associações, publicações, institutos de pesquisa e organizações do mercado. Ao final do processo, chega-se ao ranking com as 200 principais empresas que mais geram e protegem valor para seus stakeholders.

O processo de avaliação e publicação dos resultados do MVP ocorre anualmente e serve como parâmetro e referência para as empresas gerenciarem seus ativos – através das ferramentas disponibilizada pela metodologia IAM, um vez implementada – conciliando a ótica interna e externa do valor gerado e protegido, para a obtenção e melhores resultados para a empresa e seus stakeholders.

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top