Grupo ECC E-Consulting Corp. DOM Strategy Partners Instituto Titãs Inventures

http://www.domsp.com.br/midia/ultimos-artigos/a-geracao-y-e-suas-implicacoes-estrategicas#fieldsetlegend-categorization

 Nunca antes uma geração exerceu tanta influência nas estratégias organizacionais e no mercado de trabalho como a Geração Y. Organizações e economias inteiras serão influenciadas de maneira inédita pelas transformações, aspirações e motivações trazidas à medida que essa geração se torna adulta (e ser adulto também significa ser cidadão, consumidor, força de trabalho e líder).

Nesse artigo buscaremos apontar as principais implicações estratégicas da emergência da Geração Y como consumidora (ou seja, impactos no Marketing/Branding e Relação com Stakeholders) e também como força de trabalho (ou seja, impactos na Gestão do Trabalho e Recursos Humanos).
Sugerimos a leitura do artigo “Dossiê Y: Breve Manual de Compreensão da Geração Y”* para maximizar a compreensão desse artigo (ver links abaixo).
Mas antes, vejamos alguns dados sobre a Geração Y:
  • Já são considerados como o maior segmento em diversos setores da economia mundial (volume de compras e quantidade de consumidores).
  • Representam cerca de 20% da população brasileira (40 milhões) e outros 210 milhões no restante do mundo em desenvolvimento.
  • Começaram a entrar no mercado de trabalho em 2005 e assim continuarão até 2018. Daqui para frente, as empresas terão cada vez mais membros dessa geração em suas folhas ou contratos de pagamento (e posições de liderança).
  • É tida por alguns como a geração na história, e em todo mundo, com o maior nível de escolaridade e formação e com maior flexibilidade de conceitos e, portanto, menor nível relativo de preconceitos.
  • Cresceram com disponibilidade tecnológica e acesso instantâneo a informações e foram os primeiros a adotar tecnologias como redes sociais, redefinindo a forma de pessoas se relacionarem entre si e com a tecnologia. São, portanto, o maior grupo de internautas da Web.
  • Apresentam expectativas sobre as questões de responsabilidade social corporativa, ambiental e trabalhista mais próximas ao comportamento de membros de uma ONG do que de qualquer outro grupo. Isso se reflete em suas demandas e ações enquanto funcionários, políticos, empresários e consumidores.

Gerindo a Geração Y – Entrevista com Tammy Erickson ( especialita em RH e articulista da Harvard Business Review) – Duração 10 min.

img01.jpg

 

A formação histórica e cultural dessa geração contribui para expectativas em relação ao equilíbrio vida pessoal e trabalho absolutamente diferentes das gerações anteriores.

Abaixo os principais impactos na Gestão do Trabalho e Recursos Humanos:

img02.jpg

Por outro lado, os hábitos e expectativas de consumo destes indivíduos estão mais relacionados à experiência e envolvimento/participação social do que ao produto em si. A importância real está no conteúdo e no valor desta experiência. E, além disso, esperam que as organizações assumam mais responsabilidade nas grandes questões mundiais.

img03.jpg

 

Todas essas perguntas e suas respostas adjacentes se relacionam a algo maior. Como preparar a organização para o futuro? Onde estará o valor no futuro? Como serão as organizações do futuro? E, ainda mais importante, como tudo isso se relaciona?

E, por compreender isso é que temos atuado como uma das principais vozes no País a defender a idéia de Intangíveis**. Estamos convictos de que “mesmos modelos X variáveis diferentes = conta que não fecha”.

img04.jpg

 

Entre em contato conosco para saber mais sobre nossas metodologias e soluções: contato@ec-corp.com.br .

Sugestões de leitura:

http://www.domsp.com.br/midia/ultimos-artigos/dossie-y-breve-manual-de-compreensao-da-geracao-y/?searchterm=gera%C3%A7%C3%A3o%20y

** http://www.domsp.com.br/midia/noticias/intangiveis-o-verdadeiro-oceano-azul-das-empresas-1/?searchterm=o%20verdadeiro%20oceano%20azul

*** http://www.e-consultingcorp.com.br/midia/ultimos-artigos/anywhere-offic

Os comentários estão fechados.

Scroll to Top